Flier? Sheilla!

14/08/2010 às 12:15 | Publicado em Grand Prix, Holanda, Seleção brasileira, Sheilla | 3 Comentários
Tags: , , ,

(Divulgação/FIVB)

E eis que quando você começa a pensar que a Sheilla pode perder a posição de titular para a Natália, a mulher volta e marca 33 pontos contra a Holanda. Exceção feita a alguns momentos da metade do quarto set, a mineira esteve perfeita em quadra e ofuscou uma das grandes atacantes do mundo, Manon Flier, que fez “só” 19 pontos.

O mais incrível da Sheilla é que ela não é mais alta, não é a mais forte e nem a dona dos golpes mais potentes da seleção. De onde vem tanto talento então? Bom, como eu não acredito em “dom”, responderia “dedicação”.

Em uma entrevista com o Ângelo Vercesi, ex-preparador físico da seleção e hoje técnico que a acompanhou durante boa parte da carreira dela na Itália, surgiu o assunto Sheilla. Perguntei se, assim como o Bernardinho, ele a considerava a melhor atacante brasileira desde a Ana Moser (infelizmente os servidores da Gazeta estão em manutenção e eu não tenho como linkar essa declaração do Bernardo aqui. Mas faço assim que possível).

O Ângelo então respondeu que a comparação talvez não cabia, já que a Ana Moser sabia passar muito bem e a Sheilla, pela posição em que joga, não precisa se preocupar com o passe e, portanto, não sabe fazê-lo. Mas deu uma declaração que me chamou muito a atenção: “Pessoalmente, a Sheilla sempre quis ser jogadora de vôlei. Se ela via a Fabizinha dando peixinho, queria aprender a dar um peixinho também. Se ela via a Mari atacando de um jeito diferente, ia atrás para saber como fazer. Com isso, chegou em um nível técnico muito alto”.

Nada de mágica: se chegou onde chegou, a Sheilla precisou suar muito. Com vastos recursos técnicos, ela é uma grande prova que vôlei não é somente um esporte de força física. A oposta do Brasil só não é muito mais badalada devido ao seu jeito tímido, personalizando o clichê do povo mineiro. Às vezes, ela acaba sumindo em momentos decisivos. Se tivesse um jeito “a la Marcia Fu” ou até mesmo “a la Natália” certamente seria hoje a maior ídolo do voleibol feminino do Brasil.

Enquanto isso…

– Ao contrário das três últimas partidas, finalmente o bloqueio do Brasil deu as caras. Foram 21 pontos neste fundamento, 32 rebotes e apenas 11 “faults” contra a Holanda

– É preciso saber, porém, se esta evolução é mais por mérito das brasileiras que por falha das holandesas.Apesar das boas largadas na posição 3, eu, pessoalmente, achei que as europeias fizeram um jogo burro ao encarar o paredão do Brasil. Parece que não viram o vídeo das partidas contra Japão e Itália. Neste domingo, contra a China, será um bom teste para avaliar o block verde-amarelo

– A China, aliás, seguiu seu labaoratório particular de experiências e pagou o preço por isso, perdendo para a mesma República Dominicana que foi massacrada pelo Brasil. Mas a torcida que não se iluda.

– A Mari falou após o jogo contra a Itália que esta seleção tem mais dificuldades de jogar atrás. A partida contra a Holanda provou isso: as levantadoras Dani e Fabíola ainda estão bastante suscetíveis em momentos de pressão, tanto que a Holanda conseguiu sequências de pontos no segundo e no quarto set graças a isto. Houve uma defesa sensacional da Fabíola quando a Holanda estava prestes a levar o jogo para o tie-break, mas acho que o Brasil contou com a incompetência adversária para não jogar o quinto set hoje.

Anúncios

3 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Que Natália, que Flier, que nada!
    É Sheila na cabeça, era só terem me perguntado.

  2. Sinceramente estou surpresa com o quanto vc é fã da Sheilla… 😀

  3. […] outro lado, é interessante notar como volta e meia a mineira some do nada em certos jogos. Se fôssemos comparar com o futebol, diria que ela é o Alex, […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: