Zé Roberto no O Globo

18/08/2010 às 14:39 | Publicado em Bernardinho, Zé Roberto | Deixe um comentário
Tags: ,

A credencial de Pequim cruzada foi uma das manias de Zé durante as Olimpíadas. Deu certo...

Excelente a entrevista dada pelo Zé Roberto à xará Carol Knoploch, publicada no último domingo pelo O Globo. Uma pena, porém, que ele realmente parece não estar disposto a voltar mais ao masculino. Independente dos resultados deste ciclo olímpico, seria muito interessante rever o Zé comandando a seleção de homens e o Bernardinho novamente à frente da seleção feminina.

Um pecado maior ainda é o Zé e o Bernardinho não se falarem por “contigências de trabalho”, entre as quais a atitude da Fernanda Venturini em pedir dicas de treinamento ao marido durante os Jogos Olímpicos de 2004. Por outro lado, bato palmas ao profissionalismo de ambos, que jamais deixaram estas diferenças afetarem o que acontece dentro de quadra. É até divertido fazer uma comparação de quem é mais vencedor.

Entre outros assuntos, o Zé também lembrou a sua passagem como dirigente do Corinthians para falar sobre o desafio de Mano Menezes na seleção de futebol e confessou que sentiu que poderia ser demitido após a derrota para Cuba na final do Pan-2007. Por ser em casa, aquele revés só colocou mais pressão em um time que já tinha perdido tragicamente uma semifinal olímpica e uma final de Mundial. Ainda que, com relação a Atenas, muitas jogadores tivessem sido trocadas, a fama de amarelonas era mais forte do que nunca.

Há uma conversa de bastidores – que eu jamais consegui confirmar a veracidade – que relaciona o pedido de volta da Fernanda Venturini às vésperas de Pequim a uma “sugestão” do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, temeroso de que o ouro mais uma vez não viesse. Mas repito: isso jamais foi confirmado e, na verdade, nem importa mais, dado que o ouro veio na China com méritos. “Se não fosse Atenas, não existia Pequim”, destacou o técnico.

Enfim, vale a pena conferir o bate-papo. Há partes bastantes prazerosas de se ler, como a das superstições, do quase TOC e do trabalho com mulheres. Recomendo!

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: