Brasil: avaliações individuais no GP

30/08/2010 às 8:24 | Publicado em Grand Prix, notas, Seleção brasileira, Sem categoria | 6 Comentários
Tags: , ,

Abaixo me arrisco a uma avaliação individual de cada jogadora brasileira durante o Grand Prix.

Concorda? Discorda? A questão está em aberto:

Thaísa, para mim, foi a melhor brasileira no GP (Divulgação/FIVB)


Adenizia (central) – Nota 7:

Jogou pouco e ainda está um nível abaixo de Fabiana e Thaísa, mas entrou bem sempre que foi requisitada e sai na frente de Carol Gattaz, voltando de contusão, na disputa pela última vaga no meio do Mundial. O grande embate desta disputa émaior ritmo da Adenízia x experiência da Carol.

Camila Brait (líbero) – Sem nota: Só atuou na segunda partida contra Taiwan, onde cometeu alguns erros. Mas há de se dar um desconto porque ela estava sem ritmo, já que não jogava desde os amistosos contra a Alemanha em Belo Horizonte, em julho. Eu precisaria de mais jogos para avaliar e tentar não ser injusta.

Dani Lins (levantadora) – Nota 6: Começou como titular e fez ótima partida contra o Japão em São Carlos, mas foi caindo pouco a pouco e perdeu lugar para a Fabíola. Entrou bem nas inversões 5-1 e está com um saque muito bom, mas precisa recuperar a confiança da comissão técnica para não correr riscos de perder o Mundial.

Fabi (líbero) – Nota 7: Começou meio devagar, não conseguindo defender bolas que normalmente consegue. Porém, apresentou grande crescimento na fase final e foi uma das principais responsáveis pela prata ter um gosto de vitória.

Fabiana (central) – Nota 7,5: As dores no ombro que a tiraram do final da última temporada de seleções ainda incomodam um pouco, mas ainda assim não compromete a equipe. Se entrosou com Fabíola e melhorou bastante na fase final.

Fabíola (levantadora) – Nota 7,5: De vez em quando ainda se precipita com alguma jogada e toma bronca do Zé, mas não tem medo de tentar e está melhorando a precisão. Aprende rápido, como mostra a evolução no entrosamento com as centrais vista ao longo da competição. Está em um bom caminho.

Jaqueline (ponteira) – Nota 8,5: Desde que voltou ao Osasco, evoluiu no ataque e isso se refletiu na seleção, onde levou o título de melhor atacante. do Grand Prix. Está menos afobada e só não ganhou nota maior porque seu principal fundamento, o passe, rendeu menos que o normal.

Joycinha (oposta) – Nota 6,5: Não comprometeu nas poucas vezes que entrou, mas ainda está distante de Sheilla e Natália, com quem disputa a posição. Só vai ao Mundial caso Mari seja cortada e, consequentemente, Nati deslocada para a ponta.

Mari (ponteira) – Nota 7,5: No começo do Grand Prix, surpreendeu ao apresentar um passe melhor que o de Jaqueline sem perder a qualidade no ataque. Não começou bem a fase final e, quando parecia melhorar, se machucou ao cair de mau jeito ao tentar bloquear uma polonesa. Luta contra o tempo para se recuperar da torção no joelho e jogar o Mundial.

Natália (oposta/ponteira) – Nota 7: Normalmente entra bem, mas em duas oportunidades que o time precisou dela (contra Japão na fase final e tie-break contra os EUA) não rendeu o esperado. Nos dois últimos jogos, contra Itália e China, foi bem no passe e deu conta de atuar o tempo todo em uma posição na qual não está acostumada.

Paula (ponteira) – Nota 7: Começou mal, mas o Zé Roberto deu uma prova de confiança e ela entrou bem quando era importante, ou seja, na fase final. Ao substituir Mari, contra a Polônia, deu a estabilidade que faltava ao passe, apesar de Fabíola só ter voltado a confiar nela para o ataque no dia seguinte, diante dos EUA, onde era uma das melhores em quadra até fraturar o tornozelo em uma queda pós-bloqueio.

Sassá (ponteira) – Nota 6: Não tem a confiança da comissão técnica como atacante, tanto que após as lesões de Mari e Paula foi preterida por Natália, uma jogadora que não é ponteira de origem. O passe também já teve momentos melhores e o saque não entrou tão bem quanto o de costume.

Sheilla (oposta) – Nota 9: Volta e meia, como contra o Japão na fase final, entra apagada no jogo, mas normalmente atua tão bem que possui todo o crédito com o treinador e com a torcida.

Thaisa (central) – Nota 9,5: A jogadora mais regular do Brasil na atualidade. Saques venenosos, ótimos bloqueios e excelentes ataques.

Anúncios

6 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Notas um tanto quanto políticas, não acha?

    1- Adenízia não mudou o jogo em nenhuma oportunidade que teve. É para isso que servem as reservas, certo? Mas também não jogou muito. Daria um 4 pelo esforço. 2- Brait não jogou. Procede, sem nota. Patético a menina só ter oportunidade contra Taiwan. 3- Dani Lins é isso aí e pronto. Parece que não tem nada a evoluir, é sempre o mesmo joguinho pragmático. É isso que preocupa. Um 5. Nota de aluno mediano de escola pública. 4- Fabi é a “melhor líbero do mundo” só para os ufanistas brasileiros. Nunca foi uma eximia passadora, qualidade essencial a uma líbero, mas defende muito e é esforçada. 6 para ela. 5- Fabiana é um dos pilares da seleção, mas precisa jogar mais. Quem já viu o melhor dela, não se contenta com esse jogo. 6. 6- Fabíola: assim como Lins, é pragmática. Mesmo com o passe na mão não consegue variar as jogadoras, tirar o melhor das atacantes. Para duas, dada as limitações, resta acertar as bolas, só isso. Não se pode esperar mais. 6. 7- Jaqueline foi muito bem no ataque, evoluiu pós-Pequim, mas perdeu sua maior qualidade, o passe. Está pssando como a Regiane. Entre a Jaque “matadora” e a de volume de jogo, prefiro a última. É mais útil. 8 para ela. 8- Joycinha eu me recuso, não era nem para estar na seleção. 9- Mari estava bem no início do GP, passando e atacando bem, depois do bendito rodízio, parecia a Suelle. 7 pelo que ela é e pode, não pelo que fez. 10- Tirando o jogo contra a Itália e os dois últimos, com seleções sem perspectiva alguma, Natália não mostrou a que veio. Tem que deixar de ser promessa. Já passou da hora. 4 pelo nada feito. 11- paula escapu de virar a chacota do ano naquele jogo contra os EUA. Se ela não faz aquela boa partida, lembraríamos do GP 2010 com a Paula de médias de 1,2,3 e 4 pontos. 4 pera ela. Um jogo mediano não apaga as entradas catástroficas. 12- Sempre que a Sassá entra dizem: “especialista na defesa”, mas onde foi parar essa moça? Sempre que entrou, quinou. Qual a utilidade dela? 3 pelas quinas. 13- Sheilla sumiu contra a Itália na primeira fase, mas é a melhor jogadora disparada dessa seleção. Forte, inteligente, não foge nunca da responsabilidade. Poderia ter ido melhor, mas é absoluta. 8,5 para ela. 14- Thaísa a tempos vem jogando muito. Virou bola de segurança e hoje brilha mais que Fabiana. 8,5.

    • – Aj, eu concordaria com você se tais atuações acontecessem no Mundial do Japão. Temos que levar em conta que era o Grand Prix e, portanto, o time está em processo de entrosamento e sem o melhor da forma física. O rodízio do Zé foi importante justamente por isso: imagine se a Paula, entrando mal do jeito que estava e sem ritmo, tivesse que resolver tudo justamente no momento em que a Mari sai machucada de quadra… complicado, né? Isso sem contar o cuidado que é preciso ter para não matar a confiança de uma jogadora. Claro que seria melhor ganhar também o Grand Prix, mas é preciso ter uma prioridade.

      Abs, Carol

  2. Adenísia- Acho 7 muito, eu daria um 6.0, apesar de concordar com seu comentário. Camila- também concordo que não dá pra avaliar, mas vejo um bom futuro pra ela. Dani Lins-6.0 Concordo em partes, acho que está muito sem confiança, é preocupante para o mundial, principalmente porque tbm não vejo na Ana Tiemi nem em outra levantadora( fora Fabíola) personalidade para assumir o posto, temos que torcer para sua recuperação e trabalhar a cabeça dela. Fabi- 8.0 pra mim é a melhor do mundo. Sua postura dentro e fora de quadra é exemplar, é uma líder para esse grupo e cresce muito quando mais precisamos dela, concordo que não foi o melhor campeonato dela, mas pra mim ela só perdeu para líbero americana, a partida que ela fez contra os EUA foi de tirar o chapéu.Fabiana- concordo com o 7.5- estou sentindo ela meio apática, talvez seja pelas dores que vc falou, espero que no mundial estaja 100% pois vamos precisar muito dela. Fabíola- daria 8,0- pra mim foi uma grata surpresa, apesar de perder a paciência com ela em algumas jogadas, acho ela mais preparada psicologicamente para a difícil missão de substituir a Fofão, com o tempo ela chega lá e pra mim merece a titularidade por enquanto. Jaqueline- concordo com a nota e com o comentário- acho que hoje ela é essencial para seleção, só acho que ela precisa ter mais equilibrio quando recebe uma bronca, ninguem me tira da cabeça que o resultado do jogo contra os EUA teria sido outro, se ela não tivesse perdido a cabeça depois da bronca do Zé Roberto ainda no 1º set, apartir dalí ela caiu muito no passe. Joycinha- 6.0- Não comprometeu realmente, mas nem deu tempo pra isso. Particularmente não confio nela, acho que nas horas mais difíceis ela sente a pressão. só está no grupo porque infelizmente o vôlei feminino do Brasil não tem tantas opções quanto o masculino e se Deus quiser a Mari volta para o mundial e a Nati vai ser reserva da Sheilla,estou rezando por isso. Mari- concordo com a nota e com o comentário- ela é fundamental pra seleção conquistar o mundial, rezo todos os dias pela sua recuperação rápida e que ela entre logo em forma.Natália- 7.0 – Sinto que ela tem muita personalidade pra encarar os momentos difíceis, mas ela se intimidou um pouco, talvez tenha sido pega de surpresa assim como todos nós, agora é torcer pra ela evoluir no passe(pois mal foi testada nesse fundamento, tamanha a apatia das chinesas e italianas nas duas últimas partidas) porque na defesa, ataque, saque e bloqueio ela é forte. Paula- 6.0- Sou muito fã da Paula, mas ela não fez um bom campeonato nos breves momentos que entrou substituindo a Mari, mas quando foi realmente exigida sua presença( após a contusão da Mari) aí sim vi a Paula guerreira em quadra, ela cresce quando mais se precisa dela, infelizmente fez falta naquele tie break contra os EUA. Ela tbm é fundamental para o grupo, fica mais uma vez minhas orações pela sua total recuperação até o mundial, pois quando motivada ela é insuperável.Sassá-infelizmente concordo plenamente com a nota e o comentário- ela só vem caindo de produção desde as olimpíadas e só continua no grupo pelo mesmo motivo da Joycinha, falta de opção. é uma pena, pois é uma pessoa maravilhosa, que se mostra muito disciplinada,esforçada, é uma jogadora de grupo. torço pra que ela se recupere pois merece nosso apoio e respeito. Sheilla- 9,8- pra mim é Sheilla e mais 5, ela faz a diferença.Muito regular sempre, eu tinha comentado dias atrás que nunca tinha visto uma atuação muito ruim dela pela seleção, nesse GP vi duas: contra a Itália na fase classificatória em São Carlos e na fase final contra o Japão( mas nessa todas foram mal)então por isso ela não ganha o 10, espero que ela tenha guardado os 100% para o mundial.Thaísa- concordo com nota e comentários- é impressionante seu crescimento do ano passado pra cá,após as olimpíadas seu jogo caiu muito, não fez uma boa superliga, cheguei a ficar preocupada, pois sempre apostei muito nela e felizmente nesse GP vi resurgir a jogadora de personalidade forte, que chama o jogo e cresce nos momentos principais do jogo, sem falar que fez estragos no saque, mais uma grata novidade.

    • Sandra, eu sinceramente penso que a Mari poderá voltar para o Mundial. Não sou médica e isso é um mero palpite, mas o fato de ela estar colocando o pé no chão (http://twitpic.com/2j45wf) e não precisar de cadeira de rodas, como o Ganso por exemplo, me parece um bom sinal. Como já disse, não sou especialista, mas que eu lembre de ter visto outras lesões do tipo, nas mais graves a perna da pessoa fica meio mole, sem força. Não é o caso. Enfim, estou otimista. Para mim, o maior problema terá mais a ver com recuperar ritmo depois de tanto tempo parada que com a lesão em si.

      Quanto à Paula, acho que a má fase dela no começo do GP tem muito a ver com a ida para a Rússia… lá o jogo é diferente, a preparação física é ruim… vou tentar ver a opinião do pessoal ligado ao vôlei.

      Abs, Carol

      • Carol, obrigada por responder e pela atenção que vc trata seus leitores. Vc me tranquilizou e por favor nos mantenha sempre informados das novidades. Obrigada!

        • Eu que agradeço às suas visitas. Com relação às lesionadas, o desembarque hoje trouxe algumas novidades… você já viu? Abs,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: