Invencibilidade não faz diferença, Osasco não precisava negar o óbvio

18/11/2012 às 21:24 | Publicado em Osasco | 9 Comentários

28/01/2012 – Sollys/Nestlé 1 x 3 Unilever – (25/17, 21/25, 25/27 e 23/25) – Última derrota

31/01 – Sollys/Nestlé 3 x 0 São Caetano – (25/18, 25/23 e 25/21)
03/02 – Mackenzie 1 x 3 Sollys/Nestlé – (22/25, 26/24, 15/25 e 17/25)
07/02 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Rio do Sul – (25/21, 25/19 e 25/13)
10/02 – São Bernardo 0 x 3 Sollys/Nestlé – (17/25, 15/25 e10/25)
14/02 – Sollys/Nestlé 3 x 1 Praia Clube – (27/29, 25/23, 25/17 e 25/14)
16/02 – Macaé Sports 1 x 3 Sollys/Nestlé – (17/25, 27/25, 19/25 e 17/25)
25/02 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Usiminas/Minas – (25/18, 25/19 e 25/23)
28/02 – Pinheiros 1 x 3 Sollys/Nestlé – (28/30, 25/21, 19/25 e 20/25)
02/03 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Vôlei Futuro – (25/22, 25/20 e 25/20)
06/03 – Sollys/Nestlé 3 x 0 SESI-SP – (25/17, 25/20 e 25/16)
09/03 – Unilever 1 x 3 Sollys/Nestlé – (25/18, 22/25, 19/25 e 22/25)
12/03 – Sollys/Nestlé 3 x 0 São Bernardo – (25/20, 25/12 e 25/14)
16/03 – São Bernardo 1 x 3 Sollys/Nestlé – (19/25, 17/25, 25/21 e 14/25)
24/03 – Sollys/Nestlé 3 x 1 Usiminas/Minas – (25/07, 25/20, 19/25 e 25/18)
30/03 – Usiminas/Minas 0 x 3 Sollys/Nestlé – (18/25, 18/25 e 18/25)
14/04 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Unilever – (25/14, 25/18, 25/23)

23/08 – Sollys/Nestlé 3 x 0 São Caetano – (25/20, 25/21 e 25/14)
25/08 – Uniara/Clube Náutico 1 x 3 Sollys/Nestlé – (22/25, 25/21, 20/25 e 21/25)
28/08 – São Bernardo 0 x 3 Sollys/Nestlé – (18/25, 19/25 e 20/25)
01/09 – Sollys/Nestlé 3 x 1 Pinheiros – (22/25, 27/25, 25/17 e 25/14)

04/09 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Deportivo Venezuela (PAR) – (25/11, 25/06 e 25/10)
05/09 – Sollys/Nestlé 3 x 0 U. Católica Boliviana (BOL) – (25/06, 25/12 e 25/13)
06/09 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Boca Juniors (ARG) – (25/15, 25/18 e 25/09)

12/09 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Vôlei Amil – (25/18, 25/23 e 25/17)
15/09 – SESI-SP 0 x 3 Sollys/Nestlé – (24/26, 16/25 e 21/25)
22/09 – São Caetano 1 x 3 Sollys/Nestlé – (12/25, 25/20, 25/27 e 19/25)
26/09 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Uniara/Clube Náutico – (25/16, 25/16 e 25/12)
28/09 – Pinheiros 1 x 3 Sollys/Nestlé – (25/21, 21/25, 10/25 e 18/25)
03/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 São Bernardo – (25/13, 25/22 e 25/17)
06/10 – Vôlei Amil 1 x 3 Sollys/Nestlé – (17/25, 20/25, 25/15 e 20/25)
09/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 SESI-SP – (30/28, 25/21 e 25/17)

14/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Bohai Bank (CHN) – (25/13, 25/14 e 25/20)
15/10 – Sollys/Nestlé 3 x 1 Rabita Baku (AZE) – (22/25, 25/20, 25/19 e 25/20)
18/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Lancheras Cataño (P. Rico) – (25/15, 25/13 e 25/15)
19/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Rabita Baku (AZE) – (25/16, 25/14 e 25/17)

25/10 – Pinheiros 0 x 3 Sollys/Nestlé – (20/25, 18/25 e 22/25)
27/10 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Pinheiros – (25/18, 25/20 e 25/10)
04/11 – Vôlei Amil 0 x 3 Sollys/Nestlé – (20/25, 13/25 e 23/25)
07/11 – Sollys/Nestlé 3 x 0 Vôlei Amil – (25/18, 25/21 e 25/20)

A lista acima, fornecida pelo próprio Sollys/Osasco, elenca as 39 vitórias seguidas que o time acumulou este ano. Publiquei-a aqui no blog porque vi surgir na sexta à noite uma polêmica quanto à permanência ou não da série invicta do time após a derrota para o São Bernardo em partida válida pelos Jogos Abertos do Interior.

Em uma atitude boba e desnecessária, Osasco alega que este jogo não derrubou a série de resultados positivos, já que em Bauru jogou um combinado feito com a equipe do Bradesco. De fato, o time estava enfraquecido e, das atletas consideradas titulares, apenas Camila Brait atuou na competição. Mas, peraí… esse grupo que jogou no interior não é bastante parecido com os das duas vitórias em azul destacadas acima, obtidas quando as atletas da seleção ganharam folga depois da Olimpíada? A única diferença é a presença da levantadora Fabíola

Será que ela faz tanta diferença assim, a ponto de um time deixar de ser o mesmo apenas por conta de sua ausência? Com todo respeito a Fabíola, a resposta é “não”. E eu teria a mesma opinião se estivéssemos falando de Mireya, Ana Moser, Lang Ping… Osasco optou, com razão, por poupar suas principais estrelas nos Jogos Abertos, mas fez isso ciente dos riscos que isto significava para a sua invencibilidade. Caiu, acontece. Quer dizer que as reservas só valem quando ganham? Detalhe: o técnico Luizomar de Moura também não esteve presente nas primeiras partidas do Paulista.

Sem entrar no mérito das relações entre Bradesco e Osasco (podem tecnicamente ser duas coisas diferentes hoje, mas foi o banco que  sustentou o projeto até a entrada da Nestlé), é evidente que as atletas da base cedidas pelo time foram lá apenas para ganhar experiência e serem opções no banco de reservas, em caso de necessidade. Osasco tanto era Osasco que jogou praticamente com o mesmo uniforme que atuou no Paulista, no Sul-Americano, no Mundial e vai jogar na Superliga. Como negar o óbvio?

O Sollys não precisava disso depois de um ano fantástico como este. Entrar na Superliga com ou sem uma bela sequência invicta não vai mudar nada para a equipe, que entra na Superliga com o status de “favorita” ao título. Que os dirigentes e marqueteiros do time deixem essas besteiras de lado e continuem o bom trabalho que vem sendo feito. Por fim, parabéns ao grupo que viajou ao Bauru, que se recuperou e, na final, ficaram com o título ao bater as algozes.

Anúncios

9 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Não é Osasco que nega a invencibilidade e sim o patrocinador… Sollys. Tanto que alguns de nós torcedores da equipe osasquense, entramos em conflito com o mesmo, após publicação no facebook. Acho um absurdo a negação da perda da invencibilidade, até porque está desmerecendo a equipe que está representando e usando o uniforme escrito Sollys!

    • Pois é, Lu, o fato de parte da torcida de Osasco discordar dessa postura, pra mim, já é mais um indicativo do absurdo do caso. Abs!

  2. Se fosse realmente uma combinação de Osasco e Bradesco, não faria nenhum sentido de usar o mesmo uniforme, inclusive com as logomarcas dos patrocinadores… Realmente triste esse episódio, que dá a entender que Sollys Osasco é apenas a equipe titular, e que tanto faz como tanto fez as reservas. Se for assim, como vc disse, temos que diminuir a lista de jogos invictor do Osasco, já que em várias partidas do Paulista, as reservas jogaram como titulares.

    Seria muito melhor se a diretoria assumisse ter perdido a invencibilidade e deixar de lado essa questão de publicidade e marketing, focando em vencer a próxima Superliga.

    • Perfeito, voleielite.blogspot.com. Eles mandaram bem em não largar a cidade nos Jogos Abertos ao mesmo tempo em que poupavam as titulares, mas realmente não é preciso forçar nenhuma situação. Abs!

  3. O caso não é quem jogou ou quem deixou de jogar, então não é válida a comparação com os outros jogos do paulista. É óbvio que as reservas do Sollys formam o time do Sollys.
    O que foi alegado foi que a inscrição para os jogos não foi do time oficial. Considerando que seja verdade, a invencibilidade continua. Na página oficial do time, no Facebook, quando narravam os jogos, eles sempre se referiam ao time como Osasco, MESMO ANTES DA DERROTA. Se compararmos com o campeonato paulista, vemos que ali sim eles se referiam ao time como Sollys. Acho que é uma evidência de que o time que estava lá não era realmente o Sollys.
    Claro que é uma história mal explicada, porque a Adenízia mesmo estava parabenizando o time por mais um título. Mas, devido a qualidade técnica das 7 atletas do clube de osasco – que impossibilitou a entrada das atletas do Bradesco – isso pode ter causado uma confusão, mas paciência, se as outras atletas não estavam no mesmo nível, fazer o quê?
    Não sou um torcedor fanático, também acho isso uma bobagem e tenho certeza de que as jogadoras não estão preocupadas em atingir números impressionantes nesse sentido, mas se esses são os fatos, não podemos distorcê-los!

    • Breno, não concordo com os seus argumentos pelos motivos expostos no post, mas respeito a sua opinião. Abs!

  4. Osasco devia dar graças a Deus de ter perdido essa invencibilidade. Lembram do Rio na temporada passada? Eles tinham uma enorme invencibilidade no campeonato que só foi perdida bem lá pro meio. Lembro da Fabi dizendo que tiraram um peso das costas delas.

    • Hahahaha. É verdade, Perikito. Se ainda valesse algum tipo de benefício na prática, tudo bem, mas é um desgaste que não vale a pena. Abs!

  5. An outstanding share! I’ve just forwarded this onto a friend who was conducting a little research on this. And he actually ordered me breakfast due to the fact that I stumbled upon it for him… lol. So allow me to reword this…. Thank YOU for the meal!! But yeah, thanx for spending the time to talk about this matter here on your internet site.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: